todos os meus amigos, homens, mulheres, de  qq idade e orientação sexual reclamam da mesma coisa: ninguém quer se comprometer. nem o encontro mais mágico, nem as sincronicidades, nem as afinidades, nem os carinhos, nada faz a pessoa amada ficar ou voltar em três dias. todo mundo já começa avisando que “no momento não to querendo me amarrar a ninguém”. Mesmo que vc seja a oitava maravilha do mundo. aliás, ninguém quer a oitava maravilha do mundo pra chamar de sua.

uma outra tendência é namoro com mais de duas pessoas, ao mesmo tempo. casais de três, multidisciplinares. dois com ela, duas com ele, um por cima, outro por baixo e vamo que vamo. substitui um, outro fica no banco. todo mundo bissexual. já estou me sentindo duplamente do século passado pq, além de ser, ops, heterossexual , tb sou monogâmica (com o perdão da má palavra). já fui abordada tipo: “e aí, gata, vc faz a três?” e eu: “não”. ele, com desdém: “mas por quêêê???” eu: “é que eu desconcentro”. A outra modalidade de relacionamento é um namoro aberto, onde todo mundo pode fazer biscate, a la vontê, desde o dia 1 da história. A outra novidade é que muitos homens gays, que nunca pegaram mulher na vida, agora estão experimentando pra ver como é. sem corporativismos.

essa obrigação de aproveitar a vida, de se esbaldar.  tanto estímulo, imagem, zoeira, rotatividade, festa, luxúria, sensualidade, permissividade, sinestesia, oferta, drogas, delícias, consumo. a sensação de estar perdendo alguma coisa, ao optar por outra, sugere que o melhor, mesmo, é ficar com tudo. e nem sei se tá certo ou errado. eis a questão

cafonices

21/02/2010

Categoria hors concours – Paris Hilton. Justificativa: pelo conjunto da obra.

1 – As unhas da moda, fosforescentes e rosa chiclete.

Justificativa: A pessoa lê na revista que essas são as cores da moda e acha lindo o que ela mesma achava horrível.

2 – Os óculos da moda – outro dia tinha uma menina muito magrinha, na praia, caminhando toda se achando, com uns óculos maiores do que ela.

Justificativa:  Parecia uma criança brincando de adulta, com os óculos que roubou da mãe.

3 – Gente que chama cachorro de filho.

Justificativa: A espécie humana não é capaz de produzir cachorros. Pode ser seu amor, seu cachorro amado, mas seu filho, não.

4 – Usar chapéu pra dizer que é malandro da Lapa.

Justificativa: “… o homem que diz sou, não é. “

5 – gente que fala nome e sobrenome quando se apresenta ou apresenta alguém, não apenas pra identificar, mas pra “agregar valor” à pessoa.

Justificativa: Supõe que um sobrenome qualifique uma pessoa.

6 – Gente que fala sobre si mesma:  ” Aqui é a DOUTORA fulana” .

Justificativa: Supõe que um grau de escolaridade qualifique uma pessoa.

cansei de ser sexy

11/02/2009

nunca esqueci do quanto fiquei impressionada quando, em pleno verão, no Algarve, balneário em Portugal, percebi que é possível fazer propaganda de maiô, filtro solar e tal sem ser sensual, sexy, gostosa ou provocante. E sendo mulher.

Aqui no Brasil as mulheres, especialmente as de lábios carnudos entreabertos, vendem de tudo: seguro, telefone, cerveja, carro, apartamento e remédio. Se ajudam a vender, não sei. Com a palavra, os entendidos.  Aí me deparei com essa propaganda aqui:

cansei de ser sexy

e fiquei imaginando o que essa mocinha tá fazendo aí. Qual seria a mensagem de seu olhar enigmático? O anúncio é de um esquema de mestrado e doutorado no mercosul. Senão vejamos:

– vou fazer mestrado e doutorado, mas na verdade eu acho isso tudo uma besteirada

– se eu fizer mestrado e doutorado acaba esse tédio mortal

– vou estudar na argentina

– ai, que saco!

– ai, que ódio!

– e ai, qual vai ser?

– look at me. i’m as helpless as a kitten up a tree

– cansei de ser sexy, vou estudar

– iiiiih, mercosuuuul…

– vou ser mestra doutora, mas eu queria mesmo ser modelo

Meus amigos do dpto de criação, do dpto de fotografia, de arquitetura, de artes recreativas, ilustrativas, decorativas, inúteis e ofícios afins, por favor, ajudem!

ps.: o tal do post sobre o Kelvi continua bombando sem parar. Da outra vez, qdo eu escrevi a palavra travesti num post que nem falava sobre travestis, meu blog engarrafou. Unfuckingbelievable… Agora vou bombar duplamente: no mesmo post escrevi kelvi e travesti. uhú

ps2.: segundo dica de um comentarista deste post, o termo “tocha cubana” também faz as estatísticas bombarem! Tocha cubana, é? Hmmmm

ps3.: Bingo! Acessos triplicados. Termos mais  procurados: kelvi e tocha cubana. Os travestis, parece, estão em baixa no momento.

pronto, falei!

05/02/2009

eu acho que todas as pessoas do mundo ficam horrendas com sandálias gladiador e calça saruel. Quando eu digo todas eu incluo a über (em alemão o trema não caiu) Gisele Bündchen (também com trema, que não caiu de nomes), que fica linda com tudo, sem tudo, em tudo e por tudo. Mesmo ela fica ridícula com esse sapato de centurião de figurino épico hollywoodiano. Ou de Tio Patinhas.

A calça-fraldão também é de chorar. Homens e mulheres que têm esse artigo de vestuário devem rapidamente abrir o armário, de luvas, tirar a roupa do cabide e mandar incinerar sem olhar pra trás. Um  banho de sal grosso elimina os eflúvios restantes.

Pessoal, nem tudo o que está na moda é bonito e veste bem em você. Tá bem, tá bem, já sei, opinião é como nome, todo mundo tem. Mas aqui é meu terreiro e quem canta de gala soy yo!

realmente lindo o tronco expandido e as pernas curtas

lembram das polainas do tio patinhas?

pois é

pois é

perdoai, senhor, eles não sabem o que fazem!

%d blogueiros gostam disto: