Elis Regina é unanimidade, certo? Todo mundo acha Elis a melhor cantora do Brasil, certo? Errado. Cada vez mais tenho ouvido gente falar que não gostava da Elis, que achava ela debochada, antipática, que não gostava do repertório dela. Apesar de conquistar o público com sua emotividade e entrega, ela nunca foi uma cantora fofinha, namoradinha do Brasil. Tinha personalidade forte, escolhia músicas de compositores desconhecidos. Pra nós o repertório dela é hiper conhecido e  palatável. Na época não era. Mas a Elis cantava de rachar. Ontem, no rádio do taxi, fui surpreendida por uma Curvas da Estrada de Santos sinuosa, arrojada, quente, apaixonada. A voz fazendo milhares de percursos diferentes, de emissões, sem nunca perder o fio da interpretação, Elis se integrava ao que cantava, se misturava, la sangre…

Aqui, as curvas da estrada de Elis que, gurinha mermo, teria feito apenas 65 anos. Imaginem como ela estaria cantando agora? Ai, ai…

*

* As curvas da estrada de Santos, de Roberto e Erasmo

%d blogueiros gostam disto: