Feliz CD Novo!

31/12/2012

Na boca do novo ano, recebo a notícia de que meu CD, Jamba, já está na pré-venda no iTunes. Não poderia começar o ano de um jeito melhor, olhando pra frente, pro sucesso, pra realização de um desejo tão intenso! Com vcs, Jamba!

https://itunes.apple.com/br/album/jamba/id590389882

Obrigada pela audiência, pelos ouvidos, pelos olhos, por todos os sentidos envolvidos neste nosso relacionamento virtualmente íntimo.

Vamos a 2013 com o peito aberto para as mudanças que o tempo sempre traz.

Pra todos vcs, meus queridos, saúde, prosperidade e amor!

se um clarão lilás te banhar de luz, não te acanhes, não. sou eu!

o ano do dragão

30/12/2011

agradeço a todos que foram ver meus shows, a todos que aplaudiram e se emocionaram com a minha música. agradeço a todos que compartilharam seus talentos comigo, melhorando os meus. os que me elogiaram e os que me criticaram. a todos que me acompanharam nos meus dias bons e ruins. também a todos que me escutaram na mesa do bar e aos que me contaram suas histórias. a todos aqueles que me deram a mão qdo eu estava sozinha,  e a todos os que me negaram ajuda. a todos os que me disseram sim e a todos que me disseram não. agradeço a todas as intempéries, aos dias de sol, às chuvas torrenciais e às noites de frio e solidão, bem como às noites de alegria, cercada de gente querida. agradeço à saúde que me manteve de pé e aos problemas de saúde que me derrubaram. agradeço à dor e ao alívio da dor. à salvação da música e ao silêncio. agradeço aos leitores que me doaram seus olhos, aos que comentaram meus posts, aos que calaram.

agradeço à minha mãe, pelo amor sem nome e sem tamanho, à minha irmã por nunca deixar que eu me sinta só e por me lembrar da alegria, ao meu pai pela preocupação amorosa diária, ao meu padrastinho pelas boas lembranças e à minha fada-madrasta por me amar como a uma filha. e à minha sobrinha por me melhorar, pra mostrar pra ela, com atitudes, que bom é ser da paz e da gentileza, respeitando os sentimentos e as diferenças, sem distinção de raça, credo ou cor.

agradeço aos homens que me amaram e aos que me rejeitaram. agradeço aos que apostaram em mim e aos que fecharam as portas. agradeço a tudo que mudou e a tudo que ficou. às pessoas que se despediram e às que entraram na minha vida. aos amigos de sempre, aos novos amigos, aos novos parceiros de trabalho e de vida, aos novos lugares que conheci, aos velhos hábitos e  lugares que abandonei. aos acertos que fiz e aos erros que cometi. aos presentes que ganhei e às oportunidades que perdi. ao que me foi concedido e ao que me foi negado.

agradeço ao inexorável movimento da roda da fortuna, que ora traz, ora leva, ensinando que tudo está latente, tudo está pulsando, tudo está vivo, tudo pode acontecer.

Vem aí o Ano do Dragão, soprando vida e energia pelas ventas!

rainha do mar

30/12/2010

depois de suar com os pés na areia, medito com os pés no mar. a praia é a minha mais silenciosa e ruidosa casa, onde manda a água, mãe da natureza. Faço o ciclo das minhas águas, chorando pra iemanjá me conceder as graças que tanto desejo, chorando pra agradecer, chorando pra descansar. As ondas batem nas minhas pernas ao som do mar e à luz do céu profundo. Os ultimos raios fosforescentes de 2010 douram o mar do Leblon e as infinitas favelas da cidade, qual árvores de natal pra sempre incrustradas nas encostas.

me dou conta de que  tudo é uma bobagem pq o mar está ali, do mesmo jeito, há milênios, e nem te ligo pra essa coisa de datas, de sucesso ou de fracasso. A areia também nao sabe de nada, está lá, areiando desde o fiat lux. Os verdadeiros inocentes do Leblon. Mesmo assim aproveito a oportunidade de zerar o contador e, motivada pelo espírito coletivo de renovação, peço a Iemanjá que seja possível ressignificar o que se esgotou, e que a vida re-exploda em mim, nos múltiplos e sucessivos réveillons de cada dia, que o tal universo de possibilidades seja para todos e que os famintos de todas as fomes tenham do que se alimentar.

Peço que eu mesma saiba ser bastante grata e feliz, que eu perceba o tamanho da minha riqueza, que eu reconheça meu próprio sucesso, que eu me ame, que eu valorize minha existência, que eu me sacie com o que a vida me alimenta e saiba honrar o assento efêmero que recebi nessa carruagem de fogo, a cada momento, num mundo que, para sobreviver, zera a si mesmo, se regenera e reinventa o tempo todo (Why then, oh, why can’t I?). O universo está em  explosão permanente, bombando há anos-luz, explodindo supernovas e cavando buracos negros onde tudo é força, tudo é energia. E nós, grãos infinitesimais, tendendo a poeira cósmica, somos feitos dessa mesma matéria explosiva. Nem por isso deixa de ser bonito a gente achar que é importante.

Feliz ano novo

%d blogueiros gostam disto: