O silêncio de Elis

09/09/2012

estou participando de uma espécie de congresso de música vocal, de 3 dias de duração. É um encontro internacional, com palestras e workshops o dia todo, tudo em torno dela: a voz. Dei de cara com meu passado de estudante, dos tempos da Pró-Arte. Meus colegas, que eram aspirantes, agora são eles os professores. Revi o filmezinho da minha história e me comovi. Não é que eu realmente fiz o que eu queria? não é que realmente vingou aquele desejo delirante? 25 anos depois, eu sou realmente cantora profissional, reconhecida e respeitada por isso, como um dia eu ousei querer ser. Ah, sou! e isso me enche de emoção e felicidade, pq eu fui lá e fiz, com todas as pedras do caminho, e isso é meu só meu.

coincidentemente, no mesmo CCBB tá rolando uma grande exposição sobre a vida da Elis. Hj sentei pra ouvir e ver Elis com olhos e ouvidos da cantora adulta que agora sou (onde coloquei esses 25 anos? que vertigem que me deu agora… como se eu tentasse subir uma escada rolante na contramão: esforço vão).

Ouvi Elis bem pouco na vida, nunca pra estudar. Na verdade, nunca ouvi cantoras pra estudar. Eu colocava os discos e cantava em cima, mas do meu jeito. Eu era a estrela. Nasci sem o dom de imitar e com excesso de personalidade. Hj, arrepiada dos pés à cabeça, surpreendida com lágrimas nos olhos, boquiaberta, vi uma Elis estupenda, num telão gigante, onde é possível ver toda a articulação do seu canto, a trajetória do ar, a embocadura, o corpo que se dá inteiro ao cantar, um bloco de emoção e técnica, tão perfeitamente natural e orgânico… E o amor profundo de todo o ser dela por cantar, o gozo, a completude. A gente adivinha a coluna de ar espiralada ascendente que atravessa a cantora (só as de verdade), e a eleva àquele lugar onde só a música coloca a gente, uma dimensão imaterial onde só existe respiração e som, e o vento bate por dentro, o sangue quente borbulha nas veias e a gente simplesmente se entrega à canção. Me peguei aos prantos, como se eu sentisse aqui a dor da Elis, a dor do silêncio da Elis.

Imagem

.*frase da Elis

Anúncios

6 Respostas to “O silêncio de Elis”

  1. Marcos said

    Tive a honra e a oportunidade de conhecer a Elis e frequentar a casa dela, quando morava no bairro de Santo Amaro, em Sampa. Sou amigo de infância do Cesar, o que facilitou em muito a nossa amizade. No Rio a gente saia do show e ia comer pizza, ou jantar numa churrascaria na Barata Ribeiro. Numa dessas vezes tive a oportunidade de conhecer o Tom, que estava tomando um shop e sentou-se a nossa mesa, com duas amigas. Quando ela vendeu a casa na Barra da Tijuca, fez uma peixada divina. Ela cozinhava muito bem e era divertida, mas também era de lua. Eu e a irmã do Cesar sempre estávamos juntos e onde tinha shows a gente ia assistir.

    Curtir

  2. Carlucho said

    Sempre achei que você um dia seria fisgada pela voz daquela senhorita. Eu vivi de ouvir a gaúcha. Minha mãe a adorava e frequentava todos os shows no Canecão, Beco das Garrafas e quetais. Eu fui por tabela. Vi um único show dela. Linda aquela voz, uma presença carismática…Não gostava muito da postura com a vida, aquele dramalhão todo que culminou ….sabemos onde. Era muito, muito jovem. Bravo pelo seu texto e pelo seu show lindo, da última quarta-feira. 0.2

    Curtir

  3. querido, janetinha sabia das coisas, né? que felicidade ter uma mãe assim! sempre admirei a Elis, mas agora me senti madura pra reavaliar e chapar! realmente, uma deusa! o show vai ficar melhor, precisamos ensaiar a platéia 😉 beijo

    Curtir

  4. Eu nunca fui cantor e não sei falar da Elis. Mas ela parece cantar melhor quanto mais o tempo passa. Eu a ouço pouco, guardo pra ocasiões especiais. Pena não estar no Rio pra ver a exposição. ;(

    Curtir

  5. é isso, alziro, ela melhora com o tempo, mesmo não cantando mais 😉

    Curtir

  6. Zoca said

    concordo plenamente, ela melhora com o tempo. também aprendi a amar Elis na maturidade ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: