pós-carnavalesca

03/02/2010

Quando era criança, a gente passava o verão todo, incluindo o Carnaval, em Teresópolis. Pra minha sorte, a cidade ficou na moda na minha adolescência. O grande fervo era o baile do Ingá e, mais tarde, o do Higino, quando o Ingá parou de fazer baile. As meninas saíam em bando, com fantasias improvisadas e, quando chegávamos em casa, sentávamos para fazer a lista dos beijos na boca: moreninho, lourinho, camisa da Company, palhaço, anjo. Nunca ficávamos tempo suficiente com um menino pra sabermos o nome dele. Lança perfume Universitária, aquela da ampola de vidro, muito cheirinho da loló e muita porradinha de Fanta Laranja com cachaça. Ficávamos doidas, pulando, cantando, celebrando a vida, e tome beijo na boca.

Amor de carnaval tive dois. O Turu., que virou amor pra muitos carnavais e depois desapareceu na bruma do tempo e o Nik., que tinha uma quitinete no edifício do Higino, onde hospedava cinco amigos, amontoados e bêbados durante os quatro dias de folia. Uma noite daquelas, em pleno baile, subimos para namorar sossegados. No meio do assunto, toc toc toc abre-essa-porta-urgente-precisamos-entrar-fulano- passando-mal! voei para o banheiro. A sala minúscula ficou cheia de meninos e minha saia branca ficou no chão da sala, ao lado do colar de havaiana e da camisa florida dele, branca com hibiscos vermelhos. Mico. Quase morro de vergonha quando ele recolheu minhas roupas, me entregou pela fresta da porta do banheiro e eu finalmente sai: “boa noite, galera, tudo bem aí?” Eu tinha uns 17 anos, algo assim… ainda nos vimos aqui no Rio, onde ele também morava,  mas por algum motivo, Momo recolhe os amores de carnaval na quarta-feira e não coloca nada no lugar.

Nos anos 90, eu, ipanemense de raíz, saía no Simpatia é quase amor, no Suvaco do Cristo e carregava amigos desavisados para o recém-ressuscitado carnaval de rua do Rio de Janeiro. Ensaios no Clube Condomínio,  para menos de 500 pessoas. Bloco de Segunda, Clube do samba e Cacique de Ramos na Rio Branco… Defendi um samba  na disputa pro Suvaco e fui a primeira mulher a defender o samba do bloco,  numa Rua Jardim Botânico parada para ver a banda passar, emocionante vestibular pra trio elétrico, sambando no pé durante as quatro horas de desfile, cantando o samba do João Nabuco: …Viva o Rio de janeiro/ viva o Cristo Redentor/ que beleza é fevereiro/ o Suvaco chegou!

Fui a todos os blocos, um após o outro, anos e anos a fio, até que ficou insuportavelmente na moda sair nos blocos. Há alguns anos não me interesso mais pelo assunto, embora eu goste de ficar na praia ouvindo os blocos passando, as pessoas na rua, fantasiadas. Este ano, só em Ipanema, serão 34 blocos, um inferno completo com cheiro de xixi e de cerveja choca. Os blocos saem durante o dia, cada vez mais cedo, sem marcar hora ou local, pra despistar a multidão. To fora, ainda mais nesse calor altovoltesco. Nunca acordo antes do meio dia, a não ser que seja pra ganhar dinheiro. Recentemente, andei puxando um bloco aqui outro ali, cantei no Carnaval dos Arcos da Lapa uns anos. Se for pra trabalhar, adoro. Este ano vou sair numa escola do Grupo Especial, coisa que ainda não fiz nesta vida, embora tenha assistido os desfiles uns 5 anos seguidos. Vou enriquecer a minha biografia. No resto do carnaval pretendo ir à praia e ficar preta.

Perdi completamente a capacidade de me divertir no Carnaval, não posso mais beber cerveja e me sinto deslocada na multidão de pessoas hiper felizes e incrivelmente a fim de esquecer de tudo por quatro dias. Aquela alegria uhú de ficar pulando no meio da rua não faz mais o menor sentido pra mim. Acho que a graça do carnaval, aquela coisa que as pessoas falam sobre liberar geral, não cola pra mim. Não tenho nada pra liberar no Carnaval, já vivo liberada o ano todo.

Eu acho que 99% das pessoas gostam do carnaval porque é permitido ficar bêbado durante cinco ou seis dias, começando na sexta e terminando na quarta, e o sexo fica mais fácil.  Esse papo de diversão eu não engulo, carnaval é pura sacanagem e é por isso que faz tanto sucesso. E os patrocinadores precisam fazer a festa render pra faturar mais, certo?

Já não sou mais a mesma. E quem quer ser a mesma a vida inteira?

A família da minha mãe no carnaval, em Ipanema, bem antes do Simpatia é Quase Amor

Anúncios

4 Respostas to “pós-carnavalesca”

  1. carlucho said

    UM DOS SEUS TEXTO MAIS LÚCIDOS.ALIÁS,TAL QUAL TODOS OS OUTROS.ENVIO-LHE ESSE TEXTO DESDE SAMPA QUE NÃO TEM CARNAVAL -POIS É UMA CIDADE CIVILIZADA,COM ÓTIMOS RESTAURANTES ,CENTROS CULTURAIS,ETC E TAL-PORTANTO,O E-MAIL É RETROATIVO .HOJE É DIA 15 PARA 16/02 E NESSE MOMENTO A NOSSA ESCOLA VAI DESFILAR.FALO DAQUELA ESCOLA DE MADUREIRA ,PORTELA,QUE NUNCA MAIS GANHOU PORRA NENHUMA,PARECE O BOTAFOGO,MAS QUE NÓS ADORAMOS.
    ESPERO QUE ESTEJAS BRILHANDO EM ALGUM LUGAR!
    BEIJO ENORME E SAUDOSO.
    o QUE RESTA É INSISTIR.Esse é o sexo da espécie,visto que NIRVANA NÃO HÁ…FAZER O QUÊ.
    BEIJOS,
    http://WWW.CARLUCHODANTAS.BLOGSPOT.COM/

    Curtir

  2. carlucho said

    Sempre lúcida.
    E a nossa Portela,que não ganha nada faz tempo(mas parece Botafogo)está a desfilar pela avenida no centenário de Noel.E aqui em Sampa …come-se bem,sem fila,centros culturais fantásticos e tem até (espantoso!!!!) saMBA……
    bEIJO ENORME,0.3
    http://WWW.CARLUCHODANTAS.BLOGSPOT.COM/

    Curtir

  3. carlucho said

    internet só é boa quando funciona…já deixei vários comentários e nada.Insisto,tal e qual o sexo que há…único.aquele que reconhece o nirvana como destino,mas não o alcança.Ele só há de direito.
    o seu texto acima é dos mais lúcidos.O que não é novidade alguma.
    Beijo e a nossa Portela está na avenida.Aquela águia parece um pouquinho cansada…Seria demência?
    Beijo,0.3
    acesse também http://www.carluchodantas.blogspot.com/

    Curtir

  4. […] Com essa, encerro minha carreira carnavalesca, como anunciado há uns posts. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: