debutante

20/01/2010

Encontrei um amigo músico, do tempo em que comecei a me encontrar, em que tive o meu primeiro trabalho de vocalista, em que conheci um dos meus grandes amores, em que parei de dançar, em que larguei a faculdade, em que fui baby-sitter em Paris, em que decidi que eu ia ser cantora. Há mais de 20 anos. Um tempo em que o presente era cheio de futuro. E isso nos impulsionava, pura curiosidade: como é que eu vou ser quando crescer?

Pela lei natural do aqui-agora, o futuro pouco importa, porque só temos o presente, a cada instante se recarregando, tecendo, de aqui-agora em aqui-agora, essa gigantesca teia dos dias que se seguem. No começo, o plano é fechado, o foco no desconhecido. Os planos só ficam panorâmicos depois de muito tempo, depois de todas as peças encaixadas no mosaico da nossa história. “Tijolo por tijolo num desenho lógico”.

Éramos cheios de futuro, disse ele. Ainda não éramos nada, disse eu. Agora já nos definimos, nos descrevemos, já fizemos mil escolhas, já realizamos coisas, muitas super legais, que nem pensamos que fôssemos fazer. Tudo estava por fazer. Agora, nem tudo. Não temos a chance de reloadear o tempo, de ter vinte anos de novo. O que passou, passou. Todo momento incide sobre outro momento. A água do rio nunca é a mesma.

A vida era uma tela em branco, cheia de sonhos projetados. Ainda sonhamos, mas temos insônias. Pode haver milagres. Pode, também, acontecer de uma coisa, pimba! dar errado, só por azar.  Trabalhar numa coisa ainda é a melhor forma de se obter bons resultados nessa coisa. Depressão se trata, a gente ama várias vezes na vida, câncer pode ter cura e as mulheres ligam, sim, pro tamanho do pinto (sorry, folks).

Mas o aqui e o agora me escaparam de repente e eu só consigo olhar pra  frente procurando desesperadamente reencontrar aquela tela. Desta vez, cheia de sonhos realizados.

Anúncios

7 Respostas to “debutante”

  1. aquela tela não se apagou nem sumiu. fica invisivel aos olhos pq novas cores todo dia preenchem os espacinhos. vai, pinta mais ! e força na peruca!! beijo

    Curtir

  2. luis sergio, são tantas emoções…

    Curtir

  3. Lili said

    Que lindo texto…

    Curtir

  4. obrigada, lili

    Curtir

  5. Elisa said

    Q foto hein? Nunva havia visto um broto de gengibre… Bjs

    Curtir

  6. em cima da minha geladeira, espontaneamente… demais…

    Curtir

  7. carla said

    faço minhas as palavras da lili e adiciono: bravo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: