show dos bairros*

05/12/2009

Carioca bairrista é pleonasmo. Todo carioca bate no peito e morre de orgulho de viver onde vive, onde quer que seja, porque ser carioca é um atributo e tanto. Tá valendo uma grana no mercado internacional.

Mas sinceramente, to ficando com o saco na lua do povo que acha que detém o conhecimento de onde o samba é mais samba, onde o boteco é mais boteco, onde o carioca é mais carioca. Tem uma turma de xiitas cultuados por aí, que debocham de tudo o que é além túnel.  Sociólogos (!), jornalistas(!) e historiadores (!) que pregam o preconceito e a intolerância e que se autorizaram a serem os guardiões do “verdadeiro”  samba, do “verdadeiro” botequim e da “verdadeira” carioquice . No Leblon, patricinhas mimadas, em Ipanema, gatinhas alienadas frequentadoras de pé-limpo, quá quá… Poderíamos então definir a Tijuca como o bairro dos assassinos, dado o índice de violência do bairro? Acho que não, né?

Pois eu vou dizer o que eu acho. Acho que dizer que a zona norte define o Rio é uma forçação de barra daquelas, simplesmente porque não tem praia na zona norte e o Rio sem praia nao é o Rio. Assim como o Rio sem Maracanã não é Rio. O Rio é tudo. Minha família se instalou em Ipanema quando tudo era um areal meio remoto e cheio de casas simples com cadeiras na calçada.  Será que eu deveria esconder minhas origens ou pedir repatriação na zona norte, pra ser “verdadeiramente” carioca? E deixem a Barra da Tijuca fora disso, pq o papo aqui é sobre os preconceitos antigos, não sobre os novos.

Já ouvi os xiitas dizerem que atitude carioca, mermo, é tomar cerveja,  comer pé de galinha, cuspir no chão e arrotar livremente num pé-sujo da zona norte, onde as pessoas são  mais cariocas e morrem de calor sem reclamar, pq sempre podem levantar a camisa e coçar as panças, felizes, sem problemas estéticos. Não tenho problemas com a Tijuca ou com botequim. Frequento os dois. Mas tenho problema com gente que se acha melhor do que os outros, seja na zona sul ou na zona norte. E tenho, sim, problemas estéticos com gente que arrota e cospe no chão. Ou nos outros.

Pronto, falei!

*show dos bairros era um programa de rádio que tocava músicas escolhidas por ouvintes identificados pelos bairros de onde ligavam, tipo assim: Andrea, do Leblon, dedica a música Brasileiro da Gema, de Tuninho Galante e Marceu Vieira, gravada por Ana Costa, para os xiitas da Tijuca.

Anúncios

10 Respostas to “show dos bairros*”

  1. angèle said

    “lhe dá-lhe”, deiuca! falou e concordei em gênero , número e grau! também acho este papo o fim da picada! Pra esta turma nem Vinicius e Tom, sorveteria do moraes depois da praia, Estelinha-bunda-de-fora e Rose di Primo, rapaziadas do arpoador de todas as épocas, pier e muito antes,com surf, bagulho, Posto 9 e apitaço e tudo que aconteceu do lado de cá não são estórias-história do Rio…Assinado: Angèle-carioca-da-gema-que só-morou-em copa-ipanema-e-urca

    Curtir

  2. uhú, that’s my sista! garota carioca suingue sangue bom da zona sul! rs

    Curtir

  3. Soraya said

    é isso aí, Andréa. Esse lugar chamado “Rio”, para o resto do mundo tem praia e tem maracanã. Portanto não há lugar onde o Rio é mais Rio dentro do Rio. E “o bom carioca” é que nem “o bom malgache”, “o bom sudanês” ou “o bom londrinho”: ele é bom de ficar perto.

    Curtir

  4. ahaahah, soraya, adorei o “bom malgache” é isso aí! e seu blog? parou, mesmo? pena… bj

    Curtir

  5. Jose Ronaldo müller said

    Adorei e concordo. me sinto carioca do mundo do Rio de Janeiro. Claro que morando no Leblon há mais de 30 anos adquiri certas manias bairristas. Amo a zona norte e a zona oeste. Achoq ue ser carioca é não ter fronteiras.

    Curtir

  6. isso aí, zé, bora derrubar esses muros!

    Curtir

  7. joseluis said

    primeiro:
    isso e’ antigo
    quando eu era garoto morava na Tijuca mas estudava no Anglo em Botafogo
    m dia , no recreio, levei porrada so’ porque morava depois do tunel
    segundo:
    no Leblon nao tem nem luz

    Curtir

  8. zé, além de nao ter luz, o leblon alaga quando chove.

    Curtir

  9. Moyseis Marques said

    Eu , que já morei na Vila da Penha, no Leme, na Lapa, em Copa, na restinga da Marambaia, em Laranjeiras, no Catete, no Rio Comprido e em Santa Teresa, também vivia por Jacarepaguá e na Barra. Acho o Leblon tudibão, quase fui parar na Humberto de Campos antes de vir pra Santa, lembra ? íamos ser vizinhos…será que o mundo do samba ia me diserdar ? heheh ih, acabei de lembrar que o Zeca mora na Barra !!!Salve Sebastianópolis !

    Curtir

  10. pois é, e aquele botequim eu não frequento mais. já deletei 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: