povo da praia

06/04/2009

outro dia passou por mim um mendigo, muitas roupas superpostas que ficariam lindas na passarela do Fashion Rio. Paramos pra esperar o sinal fechar. Eu, de bicicleta, ia a uma reunião em Copacabana. Ele indo pra praia, provavelmente catar as latinhas que recolhia num sacão de lixo preto. O cabelo desgrenhadérrimo. Os pés, descalços.

Parou do meu lado, simpático: “Copacabana está em guerra hoje. Mais uma vez”. “Pois é…” tive que concordar porque, de fato, Copacabana amanhecera novamente debaixo de tiros.  “Ainda bem que eu vim pro Leblon de helicóptero”, disse ele, despedindo-se com um aceno, um sorriso aberto, postura altiva e altaneira, rumo à areia da praia.

E eu, que morro de medo de helicóptero, montei na minha bicicletinha e pedalei rumo à guerra de Copacabana.

é como uma música parada sobre uma montanha em movimento

é como uma música parada sobre uma montanha em movimento

Anúncios

6 Respostas to “povo da praia”

  1. said

    maio ta chegando. a praia ainda tá aí, né…

    Curtir

  2. Carol said

    tá uma delícia o teu blog. Os textos são muito inspiradores, com o seu jeito tão poético de ver as coisas da vida.
    Adoro o seu olhar.

    Curtir

  3. cá, esse comentário é de antes da gente se falar, né? tá vendo, só? rs 😉

    Curtir

  4. carol, que comentário fofo! adoro seu jeito de ler! beijos

    Curtir

  5. googala said

    avant-blue

    Curtir

  6. bluer than blue, goo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: