admirável mundo velho

15/02/2014

volto de viagem desanimadérrima com o Brasil, em especial com o Rio de Janeiro, cidade da qual posso falar, pq é aqui que vivo. cansada de tanta caretice disfarçada, percebo que finalmente colhemos o que plantamos durante toda a nossa história recente: um povo sem educação, sem cultura, com valores tacanhos e preconceitos mil, ainda cheios daquela velha opinião formada sobre tudo. A ignorância, no sentido da palavra, é a maior escuridão, a maior cegueira. temperado por essa sensação de superioridade tropical, o narcisismo carioca virou uma bomba cujos efeitos estamos experimentando. estamos ainda no tempo da depuração, vivendo nossa idade média, nos digladiando e levantando a cabeça do opositor como troféu. torço pra, se voltar brasileira, que seja daqui a mil anos luz, qdo os dinossauros que habitam a mentalidade cristã-tropical, sejam apenas fósseis nas sombras do tempo.

Viajando sozinha, flanando pelas ruas de Londres, debaixo de chuva e sentindo muito frio,  me permiti um breve descanso de um ano intenso de batalhas e conquistas. acabei fazendo uma viagem onde o silêncio de estar sozinha se transformou num misto de reflexão e contemplação desse admirável mundo velho. Esse que o maravilhoso, feliz e colorido Brasil jamais experimentou ou experimentará.

Demorei a entender o que era que me deixava tão bem ali. lá, no meio da rua do cidadão comum, as aparências já foram, há muito, substituídas por outros valores e vc pode ser azul de bolinha branca, que ninguém vai te julgar por isso. vc entra na livraria mega cult e a mulher te atende com um aplique de cabelo tipo Maggie Simpson, com uma maquiagem anos 50, séria e feliz, sendo como quer ser. No restaurante comum, o garçom usa alargador de orelha, tattoo na mão, dreadlocks lilás, amarradas no alto da cabeça como um espalhafatoso espanador e pronto. e vc acostuma e para de olhar pra isso com espanto. assim como vc vê uma coroa com um garotão num pub, bem à vontade, e uma gorda namorando um magro e uma velhinha bebendo sozinha e um velhinho vestido como um personagem de cinema e casais multi-étnicos e multi-etários, multi-sexuais e suas crianças furtacor. vejam bem: pra mim, que ainda estou no mundo das aparências, essa foi a lente pela qual identifiquei a liberdade.

me pego levemente envergonhada pelo Rio, cidade onde a aparência é tudo, malhar é tudo, ser gostosa é tudo. a espécie ainda não evoluiu pra perceber as outras qualidades e faculdades humanas. aqui vc não precisa ser, mas precisa parecer ser.

em Londres, cansada e desprovida de td censura, vestindo a capa da invisibilidade, experimento momentos da grandeza humana, sua história, sua transcendência e suas conquistas. choro no museu, que abriga a sabedoria de toda a humanidade e é de graça e está lotado. choro com o primeiro portrait de um homem negro, ex-escravo, que ganhou sua liberdade na Inglaterra. choro com o concerto de graça, na linda igreja cheia de jovens. choro pq na minha terra, onde a alegria é linda imperatriz, ainda estamos achando o espelho a melhor paisagem, estamos nadando no aquário, tolos, como se conhecêssemos o mar.

Corro atrás do tempo Vim de não sei onde Devagar é que não se vai longe Eu semeio o vento Na minha cidade Vou pra rua e bebo a tempestade

About these ads

8 Respostas to “admirável mundo velho”

  1. marfiza said

    Dedéia, divido a vida hoje, com um amigo irmão que retornou a pouco, de 10 anos vivendo na Europa… na maior parte desse tempo, na Inglaterra… e a visão de quem viveu tanto tempo por lá, é bem menos romântica! Claro que sendo vcs. dois distintamente diferentes, creio que as percepções sempre são outras…
    Porém nada do que eu disse até aqui, invalida o que vc. disse sobre o Rio. Concordo ipsi literis. Beijos sem fim.

  2. amadinha, adoro sua leitura sempre atenta e frequente. mas nao sei se fui romântica. falei do que vi. há outros mundos, outras verdades, outras vivencias. tudo é recorte, tudo muda ;O)
    beijo

  3. Caríssima , seja bem vinda para selva cínica. Sempre que disse ou usei expressões dessa natureza , diziam que eu estava reclamando muito ou ficando velho. Continuo reclamando e ficando velho. Ainda bem. Sempre resisti às minhas incursões primeiro mundistas, comecei a fazê-las há uns 10 anos, porque vislumbrava que a volta seria difícil. Nas mínimas sutilezas que aos poucos se transformam em gigantescas formações opressivas. E aqui no Rio está pior. E um resto de Brasil imita! Mas existem exceções. Sempre haverá. Descobri melhor isso ao me juntar a um grupo de adoráveis maluquetes que resolveram pensar a contemporaneidade via uma Nova Psicanálise . Sabemos alguns resultados das sacanagens e boicotes existentes. Inclusive entre os ditos íntimos.. É a mesma coisa que você descreve aqui. Fiquemos, contudo, tranquilos.Afinal, tanto a esquerda mumificada brasileira- e sua influência perigosa nas mentes juvenis ignaras e arrogantes, assim como a direita ultra racista ( feito Monarquia inglesa) e mais canalha ainda ( porque não são tão burros quanto querem parecer) cuidarão disso para nós. Vamos aproveitar, desculpe o mau jeito, porque nos próximos 10, 20 anos, vai piorar. Querida , amiga: a América LADRINA é um Estado atrasado! Veja a Argentina! Já tiveram 3 ou 5 prêmios Nobel!! Virou aquela merda doente neoperonista!! Um beijo pra ti e seu belo depoimento.0.2.

  4. é isso, meu amigo, vc com a sua psicanálise e eu com a minha música. é nossa salvação! e, enqto pudermos, vamos à praia, enqto o mar não vira sertão. ou esgoto, coisa que não tarda…
    saudades de vc, quero ver vcs logo!
    beijao

  5. E olha que eu adoro a Argentina. Fazem o melhor cinema do continente e um dos melhores do mundo! E tem o Ricardo Darin! Que além de grande ator é uma figura ótima. Borges, Cortázar, Piazzolla, Fangio, Diego….

  6. até eu “to ficando velha” :(

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 854 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: